domingo, 7 de agosto de 2011

O BICHO FOLHARAL

Minha avó era uma exímia contadora de histórias. Por isso eu e meus primos sentávamos ao lado dela à noite para ouvi-la contar mais uma. Dessa vez foi a história do bicho folharal.

Segundo ela, havia um macaco e uma onça que viviam em constante estado de alerta, pois um queria ser mais esperto do que o outro para, no momento oportuno, abocanhar um ao outro. Contudo fingiam-se de amigos, na verdade se tratavam de compadre e comadre.

O compadre macaco, certa feita, preparou uma armadilha para a comadre onça. Fez um buraco em frente da casa dele e se fez de desavisado para atrair atenção da "amiga".

Essa, ao observar que o seu compradre estava numa posição de desatenção, não hesitou em correr em direção a ele pronto para dar-lhe "um abraço". Não esperava, no entanto, que tudo não passasse de uma armadilha na qual caiu direitinho.

Ao se ver presa no buraco, comadre onça começou a chorar e a pedir que seu compadre a tirasse daquela situação.

Compadre macaco, embora desconfiado, ficou com dó da comadre e prometeu tirar-lhe, o que aconteceu após várias tentativas.

Comadre onça, ao se ver livre da armadilha, olhou para o compadre com tanta fúria, e dessa vez não procurou escondê-la. Saiu em disparada atrás do compadre macaco, que já estava atrás de uma árvore. Este sumiu das paragens e a onça nunca mais o viu.

Tempos depois aparecia na vizinhança um animal bastante estranho, autodenominado bicho folharal. Ninguém sequer imaginava que se tratava do compadre macaco disfarçado debaixo de muitas folhas coladas com uma espécie de resina conseguida na mata.

Até hoje a comadre onça está à espera de seu compadre para acerta as contas com ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Belém, Pará, Brazil
Professor de Língua Portuguesa do Instituto Federal do Pará e Revisor de Textos da Universidade Federal do Pará. Especialista em Teoria Literária e aluno do Mestrado em Linguística/UFPA. Recebeu o prêmio Jabuti em 2001 como editor do livro "A Família Canuto e a Luta Camponesa na Amazônia", de Carlos Cartaxo. Autor dos livros Insanidades, Mosqueiro em Versos, Mosqueiro – Pura Poesia, CEFET – História que inspira poesia, Contando Histórias, Tênis de Mesa no Pará (coautoria com Mauro Macedo), Orientações para a produção textual... (coautoria com José dos Anjos Oliveira), Igreja do Evangelho Quadrangular..., Um Encanto de Ilha e Instituto Federal do Pará: 100 anos de educação profissional. Lançou os CDs Tributo a Mosqueiro e Um Encanto de Ilha.